Caracterização

Geografia
A freguesia de Lamas situa-se na margem esquerda do rio Dueça (rio que nasce no vizinho concelho de Penela, entra a sudoeste por Fraldeu e atravessa o concelho até à trémoa para depois desaguar no Ceira). Dista seis quilómetros da sede concelhia, Miranda do Corvo. Aqui abundam os montes e as encostas soalheiras, dando fruto ao “capitoso e aromático” vinho que se produz na terra, mercê da benevolência do sol que, de manhã à noite, beija as encostas dos montes da região. É banhada por duas ribeiras: a de Fervenças e a de Urzelhe, que irrigam excelentes terras de cultivo que produzem vinho, azeite e milho.
Compõem esta Freguesia nove lugares, nomeadamente Azenha, Cerdeiras, Cervejota, Chão de Lamas, Fervenças, Lamas, Pousafoles, Casais de São Clemente e Urzelhe.
Tem cerca de 27 quilómetros quadrados, e confronta de norte com a freguesia da Almalaguês, nascente com Miranda do Corvo, sul com a freguesia de Podentes e poente com a de Vila Seca.
 
Viticultura
Aqui abundam os montes e as encostas soalheiras, dando fruto ao “capitoso e aromático” vinho que se produz na terra, mercê da benevolência do sol que, de manhã à noite, beija as encostas dos montes da região. Lamas é a única freguesia do Concelho de Miranda do Corvo que pertence á Sub-Região Terras de Sicó, juntamente com os concelhos de Condeixa-a-Nova, Penela e Soure, estes do distrito de Coimbra, fazendo parte também os concelhos de Alvaiázere, Ansião, Figueiró dos Vinhos (freguesia de Aguda) e Pombal (freguesias de Abiul, Pelariga, Redinha e Vila Chã), do distrito de Leiria.
As castas predominantes são: Fernão Pires, Rabo de Ovelha, Poeirinha, Tinta Fina, e Diagal (uva de mesa)
Assim surgiu a Confraria do Vinho de Lamas, por vontade de 30 produtores de vinha da freguesia, e têm como objectivo promover o vinho e encontrar soluções para uma comercialização de sucesso, estando a pensar para o efeito a constituição de uma cooperativa.
Os Confrades que envergam capote vermelho escuro com um emblema a identificar a nova confraria, cumpriram o cerimonial de entronização.
 
Economia
Freguesia rural, nem por isso a agricultura se mantém como dominante, uma vez que aqui se encontram outras actividades que trazem mais-valias e riquezas para a freguesia.
Desde logo a exploração florestal e a transformação de madeiras ganharam espaço na terra. Mas também outras actividades como a destilaria ou a construção civil contribuem para a ocupação profissional das pessoas da terra. É também visivel o pequeno comércio, como por exemplo mini-mercado, hotelaria e ainda uma unidade hoteleira em Chão de Lamas.
Produzindo um excelente e afamado vinho nas suas encostas soalheiras, nasceram em consequência várias destilarias na freguesia. Além do vinho, a batata, milho e feijão aão as produção principais da pequena minoria de agricultores. Quanto ao comércio, este centra-se na satisfação da procura de bens alimentares. 
Quem aqui não se encontra a trabalhar, é comum a deslocação para a Sede de Concelho, Miranda do Corvo ou mesmo para a Capital de Distrito, Coimbra.
 
Demografia
Valores apresentados com base nos resultados do Instituto Nacional de Estatistica, Censos 2011
 
População Residente Total - 838
População Residente Homens - 396
População Residente Mulheres - 442
População Presente Total - 801
População Presente Homens - 374
População Presente Mulheres - 427
Famílias - 342
Alojamentos  - 479
Edifícios - 467